Posts Tagged ‘tecnologia

01
dez
08

Ementa propõe reduzir recursos de C&T em Goiás

Ao ter acesso aos jornais neste final de semana, deparei com uma notícia triste para nós, envolvidos com a Pesquisa e Tecnologia do Estado de Goiás.
Uma Emenda à Constituição do Estado de Goiás, de autoria do Dep. Estadual Wellington Valim, propõe a redução da quota destinada a C&T no Estado de Goiás.
Atualmente, a Constituição do Estado destina 3,25% para o sistema de C&T goiano. Destes, 2% vão para a UEG, 0,5% para a FAPEG; e assim por diante.
Com a nova redação, a UEG passará a receber 0,25% e a FAPEG RECEBERÁ 0,1%.
Além disto, também sofrem reduções os percentis destinados a SECTEC (de 0,5% para 0,1%) e a SECAGRO (de 0,25 para 0,05%).
A justificativa para a Emenda é que o estado não consegue cumprir a determinação constitucional!!
Todos os que trabalhamos no sistema de ensino superior e em pesquisa no Brasil conhecemos as dificuldades pelas quais passamos para a obtenção do fundos e financiamentos.
O sistema FAP foi uma das grandes vitórias da comunidade de C&T brasileira e vêem se consolidiando ao longo dos anos. No Estado de Goiás, a FAPEG foi criada em 2005 (meros 4 anos de existência) e já passou por diversas dificuldades.
A UEG levou o ensino superior ao interior do Estado de Goiás, constituindo-se em marco e pólo para o desenvolvimento regional e melhoria da qualidade de vida de população.
Acredito que devamos nos mobilizar contra esta tentativa de debilitar o sistema de C&T do estado.
Abraços,
Carlos

Fontes:
Teixeira, Raquel. UEG, C&T e o futuro. Jornal O Popular, Seção Opinião, domingo, 30 de novembro de 2008.
http://www.tribunadoplanalto.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=6671&mode=thread&order=0&thold=0

http://www.dm.com.br/impresso/7696/politica_e_justica/57392,se_provarem_que_a_emenda_prejudica_a_ueg_eu_a_retiro#

http://www.opopular.com.br/anteriores/28nov2008/default.php

http://crowmellreich.blogspot.com/2008/11/cortes-na-ueg.html

 

Anúncios
27
nov
08

Dicas para Apresentação em PowerPoint

Aqui vai uma apresentação em PowerPoint, contendo diversos exemplos e dicas para a montagem da sua apresentação.
Eu traduzi para o português este original em inglês, do endereço IASTED:

Para baixar a apresentação em português, clique aqui.

dicas-para-uma-apresentacao-em-powerpoint 

 

Espero que seja útil.
Abraços, Carlos

06
nov
08

A Escola do Século XXI

DescolagemNo próximo dia 22 de novembro irá ocorrer  a Descolagem, a partir da 15h, no Núcleo Avançado em Educação (NAVE), no Rio de Janeiro. O tema será Tecnologia e Educação: uma nova escola para um novo aluno.

Bom, e dai? O que é Descolagem? A Descolagem pode ser uma palestra, uma mesa redonda, um filme, uma apresentação, um curso, um worshop, qualquer forma de difusão de conhecimento e informação. Qualquer pessoa pode ter a palavra, de forma presencial ou não.

O evento será transmitido ao vivo, pela internet, via streaming e todo o material ficará à disposição para eventuais consultas/usos posteriores.

Três especialistas foram convidados para esta edição:  Paulo Blikstein (professor de novas tecnologia para educação em Stanford), Luli Radfahrer (Ph. D em comunicação digital pela ECA-USP) e Patrícia Konder Lins e Silva (Diretora pedagógica da Escola Parque do Rio de Janeiro).

Também irá acontecer a apresentação do grupo Lens Kraftone que irá tocar de sampa a house, usando os consoles de games Wii (Wiimotes). 

Aos que quiserem acompanhar o evento, a transmissão incia-se às 14h30, ao vivo pela internet, no endereço www.onave.org.br.

Muito sucesso.

Abraços, Carlos

22
out
08

Biodiesel a partir de microrganismos

Biodiesel a partir de microrganismos

 

         Com o aumento no preço do barril de petróleo e o decréscimo das suas reservas, o interesse em biocombustíveis, em particular em combustíveis renováveis vêm aumentando nos últimos anos.

         Uma das mais importantes fontes de combustíveis renováveis é o biodiesel, produzido a partir de biomassa, pela transesterificação dos triacilgilcerídeos, formando ésteres de ácidos graxos de cadeia longa. O chamado biodiesel não contribui para o aumento de carbono e de enxofre na atmosfera, bem como emite uma carga menor de poluentes que o diesel oriundo do petróleo.

         Para a sua produção, diversas fontes de lipídios são consideradas, incluindo óleos vegetais, gorduras animais e óleos usados.

         Entretanto, os óleos vegetais e gorduras usados são obtidos de fontes vegetais e animais. Assim, as plantas oleaginosas usadas devem ser plantas e colhidas, o que demanda energia, bem como áreas agriculturáveis consideráveis. Já os animais devem ser alimentados, o que novamente demanda energia.

         Caso seja usado óleo vegetal, o custo desta matéria prima usada para a produção de biodiesel está estimado em cerca de 70-85% do custo total de produção.

         Assim, a redução do custo de produção torna-se um imperativo para o sucesso da produção de biodiesel.

         O uso de microrganismos oleaginosos foi apresentado como uma fonte de óleos e gorduras de baixo custo.

         Os microrganismos oleaginosos são definidos como aqueles que apresentam um conteúdo lipídico acima de 20%. Existem diversas variedades, tais como microalgas, bacilos, fungos e leveduras.

         Os teores de lipídios variam entre 16 a 77% para microalgas, 18 até valores superiores a 40% para bactérias, entre 50 a 70% para leveduras e 50 a 85% para bolores.

         As microalgas fornecem uma biomassa rica em ácidos ômega 3 e 6, ricos em C16 e C18, com instaturações D9, D12 e D15, comparáveis a óleos vegetais ricos em ácidos palmítico, linoléico, oléico e esteárico. Apresentam um crescimento extremamente rápido, dobrando a sua biomassa a cada 24 horas.

         As bactérias, embora apresentem teores lipídicos menores que as microalgas, têm taxas de crescimento maiores e são cultivadas com mais facilidade.

         Fungos e bolores também são produtores de lipídios, com teores de ácidos graxos saturados em torno de 44%, valor comparável a diversos óleos de origem vegetal.

         Assim, a busca por microrganismos com altos teores de lipídios, em particular de ácidos graxos saturados, torna-se um caminho promissor para a diminuição dos custos de produção do biodiesel.

 

Fonte: MENG, X.; YANG, J.; Xu, X.; ZHANG, L.; Nie, Q.; XIAN, M. Biodiesel production from oleaginous microorganisms. Renewable Energy, 34, 1-5, 2009.

 

Usina produtora de biodiesel de microalga:

http://mygreenhome.wordpress.com/2008/10/02/green-aspirations-with-new-algae-biodiesel-facility/

 

14
out
08

20 Dicas para Apresentações em Powerpoint Eficientes e Eficazes

Tentei compilar diversas dicas de vários autores diferentes sobre a produção de apresentações em powerpoint. Espero que vocês gostem e que lhes sejam úteis.

Abraços, Carlos

 

Dicas:

 

1.Em um dos seus primeiros slides, deve ser apresentado o “plano de vôo”. Ou seja, o que será apresentado! Quais tópicos serão abordados! Mas apresente somente os pontos principais no seu “plano de vôo”.

 

2.Siga o “plano de vôo” durante a sua apresentação.

 

3.Use 1 a 2 minutos por slide durante a sua apresentação.

 

4. Escreva sob a forma de frases ou palavras-chave. Use cerca de 4 a 5 delas em cada slide, no máximo.

 

5.Evite parágrafos longos.

 

6. Mostre um ponto de cada vez. Se você tentar mostrar muita coisa, o público irá se concentrar em no slide e perderá o foco em você.

 

7. Ao passar para um novo slide, aguarde cerca de 3 a 5 segundos para que o público possa ver o mesmo.

 

8. Sempre use fontes padrão, como Times New Roman ou Arial. São mais fáceis de ler. O tamanho dever ser, no mínimo, 18 pontos. Os pontos principais podem ser destacados com um tamanho de fonte maior (24) e os secundários com tamanho menor (18-20).

 

9.O palestra é que é importante, não os slides. Fale para o público e não para os slides. Nunca dê as costas para o público.

 

10.Evite efeitos especiais, como transições de textos e efeitos sonoros. São distrações que não ajudam a sua apresentação.

 

11. Use fontes com cores que contrastem fortemente com o fundo da sua apresentação. Use cores ou tons diferentes para enfatizar um ponto ou idéia. Mas sem abusar deste recurso.

 

 

12. Dê preferência a fundos claros e simples, sem muitos detalhes ou cores.

 

13. Prefira apresentar seus dados em forma de gráficos. Tabelas são cansativas e difíceis de acompanhar em uma apresentação.

 

14.Atenção para a poluição visual. Use de cores em demasia ou com muitas figuras em um mesmo slide dificulta para o público entender o mesmo.

 

15.Cuidado com a linguagem. Verifique a ortografia, sintaxe e sentido das palavras usadas.

 

16.Sempre conclua sua apresentação. Use frases fortes e de impacto para marcar a mesma.

 

17.Questões e dúvidas. Sempre ao final. Evite responder questões durante a apresentação. Isto interrompe a mesma e causa dificuldade na continuidade dela. Esclareça seu público que existirá um tempo para as questões e dúvidas ao final da apresentação.

 

18.Sempre agradeça ao final ao público presente. Gentileza gera gentileza.

 

19.Deixe seus contatos ao final da apresentação: endereço de correspondência, telefone, email, icq, fax. Enfim, algumas formas através da quais as pessoas possam lhe encontrar demais.

 

20.Sempre esteja preparado. Traga a apresentação em 2 ou mais cds ou pen-drives.

 

 

Outras fontes:

 

http://informatica.hsw.uol.com.br/apresentacao-power-point.htm

 

http://pcworld.uol.com.br/dicas/2008/08/28/14-dicas-para-construir-uma-boa-apresentacao-em-powerpoint/paginador/pagina_2

 

http://tecnologia.uol.com.br/downloads/ultnot/2007/10/22/ult2878u280.jhtm

 

http://www.efetividade.net/2007/08/28/powerpoint-e-so-o-comeco-7-dicas-extras-para-apresentacoes-impecaveis/

 

http://www.efetividade.net/2006/06/24/10-dicas-como-nao-fazer-uma-excelente-apresentacao/