Posts Tagged ‘renováveis

22
out
08

Biodiesel a partir de microrganismos

Biodiesel a partir de microrganismos

 

         Com o aumento no preço do barril de petróleo e o decréscimo das suas reservas, o interesse em biocombustíveis, em particular em combustíveis renováveis vêm aumentando nos últimos anos.

         Uma das mais importantes fontes de combustíveis renováveis é o biodiesel, produzido a partir de biomassa, pela transesterificação dos triacilgilcerídeos, formando ésteres de ácidos graxos de cadeia longa. O chamado biodiesel não contribui para o aumento de carbono e de enxofre na atmosfera, bem como emite uma carga menor de poluentes que o diesel oriundo do petróleo.

         Para a sua produção, diversas fontes de lipídios são consideradas, incluindo óleos vegetais, gorduras animais e óleos usados.

         Entretanto, os óleos vegetais e gorduras usados são obtidos de fontes vegetais e animais. Assim, as plantas oleaginosas usadas devem ser plantas e colhidas, o que demanda energia, bem como áreas agriculturáveis consideráveis. Já os animais devem ser alimentados, o que novamente demanda energia.

         Caso seja usado óleo vegetal, o custo desta matéria prima usada para a produção de biodiesel está estimado em cerca de 70-85% do custo total de produção.

         Assim, a redução do custo de produção torna-se um imperativo para o sucesso da produção de biodiesel.

         O uso de microrganismos oleaginosos foi apresentado como uma fonte de óleos e gorduras de baixo custo.

         Os microrganismos oleaginosos são definidos como aqueles que apresentam um conteúdo lipídico acima de 20%. Existem diversas variedades, tais como microalgas, bacilos, fungos e leveduras.

         Os teores de lipídios variam entre 16 a 77% para microalgas, 18 até valores superiores a 40% para bactérias, entre 50 a 70% para leveduras e 50 a 85% para bolores.

         As microalgas fornecem uma biomassa rica em ácidos ômega 3 e 6, ricos em C16 e C18, com instaturações D9, D12 e D15, comparáveis a óleos vegetais ricos em ácidos palmítico, linoléico, oléico e esteárico. Apresentam um crescimento extremamente rápido, dobrando a sua biomassa a cada 24 horas.

         As bactérias, embora apresentem teores lipídicos menores que as microalgas, têm taxas de crescimento maiores e são cultivadas com mais facilidade.

         Fungos e bolores também são produtores de lipídios, com teores de ácidos graxos saturados em torno de 44%, valor comparável a diversos óleos de origem vegetal.

         Assim, a busca por microrganismos com altos teores de lipídios, em particular de ácidos graxos saturados, torna-se um caminho promissor para a diminuição dos custos de produção do biodiesel.

 

Fonte: MENG, X.; YANG, J.; Xu, X.; ZHANG, L.; Nie, Q.; XIAN, M. Biodiesel production from oleaginous microorganisms. Renewable Energy, 34, 1-5, 2009.

 

Usina produtora de biodiesel de microalga:

http://mygreenhome.wordpress.com/2008/10/02/green-aspirations-with-new-algae-biodiesel-facility/

 

Anúncios